PESQUISAR CONTEÚDOS

Carregando...

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Assumindo Riscos e Rompendo Barreiras

"E o problema é que se você não arrisca nada, corre um risco ainda maior." (Erica Jong)


Experimentar algo novo pode ser assustador e até perigoso, mas pode ser também uma das sensações mais estimulantes da vida. Assumir um risco significa extrapolar sua zona de conforto e fazer alguma coisa sem garantias.


(....)


Correr riscos requer autoconfiança e disposição para cometer erros. Se todas as expectativas se realizam ou não, há sempre uma exuberância de coisas a aprender com a experiência.


(....)


Entre o mundo seguro em que você está e a nova vida que deseja criar existe um abismo. Quando você ergue o pé da frente para avançar, o de trás precisa sair do chão antes do outro descer para a terra novamente. Essa sensação de "perder o chão", de estar pulando no vazio, é o momento em que se assume o risco. Sem nada embaixo, e sem nada em que se agarrar. É preciso confiar totalmente em si mesmo. A sensação é a mais próxima possível de um vôo emocional.


O anúncio da Nike diz: “Just do it” - "Simplesmente faça!" Claro que é mais fácil falar do que fazer, mas existe um ponto em que não resta mais nada a fazer.

Charles Lindbergh não desistiu quando decidiu voar sobre o Atlântico, sozinho, num avião monomotor. Será que ele teve medo? Certamente ele teria se nunca tivesse voado antes ou se não soubesse nada sobre aviões; talvez ele tivesse um bom motivo para ficar ansioso. Ele certamente seria considerado um tolo caso decidisse fazer a viagem sem um planejamento prévio.

Mas nenhum destes fatores aconteceu no caso de Lindbergh. Ele era um piloto e mecânico experiente que passava meses supervisionando, pessoalmente, a construção de seu avião. Ele participou do planejamento de cada detalhe de seu vôo histórico. O resultado final foi

uma viagem segura, cumprida antes do tempo previsto e com combustível sobrando.

De certa forma, "Lindbergh sortudo" criou a sua própria "sorte". E você? Se resolver que a oportunidade não serve para você, deixe passar. Se resolver que quer aproveitá-la, então se aventure nesse mundo desconhecido e assuma o risco.

Está preparado para dar esse salto?


"O fracasso é uma das partes mais importantes do sucesso. Existe, aí, um paradoxo. Jamais chegará ao sucesso se nunca fizer uma tentativa e, se nestas tentativas fracassar, aí está implícito que tentou alguma coisa. É justamente através das tentativas e fracassos que aprenderá como alcançar a vitória."

Se você quiser fazer algo bem feito, tem que estar disposto a aprender com seus erros, aperfeiçoando-se a cada tentativa.



Texto adaptado do livro Insight II.

Daniel Carvalhos Luz


Luciano - Copyright © 2009



Nenhum comentário: